Gosta de Escrever? Que tal ser um redator freelancer em 2019?

(Atualizado em: 02/01/2019)

Publicidade
Gosta-de-escrever-Que-tal-ser-um-redator-freelancer

Com a rápida evolução das mídias sociais, blogs, sites e lojas virtuais, podemos perceber também que houve um crescimento na busca por profissionais inusitados como gestor de mídia social, analista de mídia social, administrador de mídia social, produtor de conteúdo web, redator web freelancer e tantos outros.

E isso é excelente para economia do país, que nos últimos tempos anda de forma lenta ou quase parando, além de oferecer maiores opções para as pessoas que almejam entrar nesse campo de trabalho, que aliás é um campo considerado bastante promissor.

O produtor de conteúdo web ou redator web tem sido muito requisitado ultimamente graças ao aumento de blogs ou sites institucionais, lojas virtuais, páginas de empresas ou de profissionais liberais nas redes sociais, que precisam ser devidamente abastecidas com muito conteúdo todos os dias e é exatamente aí que entra o produtor de conteúdo ou redator web, que pode trabalhar tanto como freelancer como com contrato de trabalho em regime CLT.

Agora, se você se interessou em saber mais sobre como ser um redator web freelancer continue lendo esse artigo porque preparei algumas dicas com base em minha própria experiência, que podem ser úteis para o início da sua caminhada empreendedora como um redator freelancer.

1 – Esteja sempre pronto para o trabalho!

Em primeiro lugar, é preciso saber que um redator freelancer trabalha bastante, apesar de algumas vezes não ser compreendido por amigos ou familiares que não entendem como pode alguém trabalhar pelo computador e em casa.

Isso realmente é complicado porque quando trabalhamos em casa algumas pessoas pensam que estamos à toa na internet e não trabalhando, essa com certeza será a primeira barreira a ser rompida para que o seu trabalho em casa possa fluir de forma produtiva sem interrupções de visitas inesperadas.

2 – Organize o seu local de trabalho e o seu tempo

Em segundo lugar, é necessário ter organização pessoal para não misturar as tarefas de casa com o horário de trabalho como redator freelancer. Afinal, você vai precisar estipular um horário de trabalho como se estivesse trabalhando numa empresa fora de casa, se não fizer essa separação corretamente, você correrá o risco de não entregar o serviço aos seus clientes no tempo combinado.

Ter um local separado na casa como um home office, bem organizado, limpo e tranquilo também vai colaborar consideravelmente para que o seu trabalho como redator freelancer flua naturalmente.

3 – Escolha o seu tema preferido

Uma outra questão que já deve ser pensada antes mesmo de começar a oferecer o serviço como redator freelancer é em qual tema você se adaptaria melhor para escrever.

Por exemplo, você pode ser um redator para blogs corporativos, um redator de moda, um redator jurídico, um redator de tecnologia, redator de games, pode também ser especializado em descrições de produtos para lojas virtuais ou até um redator publicitário, que tem sido muito requisitado ultimamente principalmente para o mercado de marketing digital.

É importante lembrar, que você escreverá muito melhor sobre um assunto que conheça bem, mas alguns clientes podem pedir para que você escreva sobre algum outro assunto que terá que pesquisar e estudar para somente depois escrever um artigo consistente.

Isso é normal, já que se o cliente confiar em você e gostar muito do seu trabalho, vai preferir que você faça o trabalho mesmo não sendo o seu assunto preferido ou baseado em seu conhecimento técnico.

4 – Ajuste os seus gastos para o seu novo estilo de trabalho

Outra questão que não pode ser desprezada é a financeira, já que, como um redator freelancer, você não terá vínculo empregatício ou salário fixo, então vai precisar organizar as suas finanças como um empreendedor ou autônomo faz, sempre controlando todos os gastos para que não exceda o limite dos seus ganhos, ou seja, não gastar por conta antes de receber. Isso você vai compreender melhor à medida em que for se adaptando à nova profissão.

5 – Mantenha a boa qualidade em seus textos mesmo com prazos apertados

Outro ponto importante para alavancar a sua carreira como redator web freelancer é manter sempre a alta qualidade em seus artigos, mesmo com prazos curtos para a entrega do trabalho e esteja ciente que isso acontece com bastante frequência já que o mundo web em que estamos vivendo é globalizado e acelerado.

Mas nada que não possa ser contornado com um tempo, com a prática você acaba se adaptando à correria e não deixará a desejar quanto à qualidade dos artigos, porém será preciso aprender a trabalhar sob pressão.

6 – Como começar? Quanto cobrar?

Se você é um redator freelancer iniciante deve estar pensando: Mas por onde eu começo? Como consigo clientes? Quanto posso cobrar pelos artigos? Já que um redator freelancer iniciante ainda não tem experiência ou trabalhos que sirvam como um portfólio, seria mais fácil começar a trabalhar para alguns sites que funcionam como uma espécie de ponte entre o comprador de textos e o redator freelancer porque assim fica mais fácil de adquirir experiência até mesmo para decidir em qual tema especializado vai querer trabalhar.

Quanto aos valores dos artigos, no início você não terá muitas opções para escolher, porque a maioria dos sites já disponibiliza os textos com os seus valores de pagamento disponíveis, cabe a você escolher quais valores se encaixariam melhor em suas expectativas, porém no início, é melhor pegar textos de todos os valores mesmo em níveis mais baixos que o seu para ganhar experiência e conquistar mais clientes.

Toda carreira no início é mais difícil, mas depois com um tempo o profissional tende a ganhar mais valor no mercado se o seus serviços forem de qualidade e se sua comunicação com os clientes for boa.  Construir um blog com alguns artigos também pode servir como um excelente portfólio online para redatores iniciantes.

Veja abaixo uma lista com 4 sites para começar a trabalhar como redator freelancer:

1 – Textbroker

Site Oficial: https://www.textbroker.com.br

É um site excelente para trabalhar, pelo menos eu nunca tive problemas com eles, somente com alguns poucos clientes que não sabem explicar direito o tipo de conteúdo que desejam e acabam pedindo revisão até mesmo mais de uma vez. Lembrando que, quando isso acontece, o escritor tem até 24 horas para fazer as correções ou cancelar o trabalho, se achar que o cliente esteja passando dos limites ou até mesmo colocá-lo na lista negra.

Textbroker é confiável e funciona muito bem tanto para escritores como para clientes, o mínimo para receber é $10 e o pagamento é através do Paypal. Ao fazer o cadastro como escritor, você passará por um teste que vai qualificar o seu trabalho entre 2 até 5 estrelas, dependendo do nível do seu conteúdo.

O único inconveniente é que você só será avisado quando tem textos disponíveis para o seu nível de escrita se o cliente enviar uma ordem direta para você, fora isso terá que entrar no site todos os dias e várias vezes ao dia para ver se tem textos disponíveis para escrever e ainda torcer para se encaixar no seu nível. Um detalhe importante e que deve ser respeitado para que não seja banido é nunca enviar dados de contato (e-mails ou redes sociais) diretamente para os clientes, isso eles não permitem.

2 – Greatcontent:

Site Oficial: https://www.greatcontent.com.br/

É quase o mesmo processo de Textbroker, tanto de teste como de disponibilidade de textos, também será preciso entrar todos os dias para ver os trabalhos disponíveis a menos que tenha um pedido direto de texto enviado para você. Greatcontent também é confiável e funciona muito bem, porém o valor mínimo para receber pagamentos é de 10 Euros com o pagamento através do Paypal.

O contato com os clientes também é feito somente através da plataforma, o escritor jamais pode enviar aos clientes os seus contatos pessoais. Isso é vantajoso porque através do site o cliente jamais dará calote, o escritor tem a certeza de que vai receber pelo trabalho desde de que o mesmo seja aceito pelo cliente.

3 – Rock Content

Site Oficial: https://rockcontent.com/
Link para se cadastrar como redator: http://redatores.escrevaparaweb.com.br/redator-rock-content

Nessa plataforma eu nunca trabalhei, mas há uma opção no site deles para fazer cadastro como redator, basta entrar no link acima. O bom desse site é que eles oferecem um curso gratuito de Marketing de Conteúdo e isso é excelente para quem está começando ou ainda não está tão familiarizado com a forma de escrever conteúdo para web.

O mínimo de pagamento é R$200,00, mas segundo os leitores que já deixaram comentários aqui no blog sobre a Rock Content, esse valor não é difícil de conseguir juntar, pois há bastante trabalho disponível por lá. Então, vale a pena tentar! Porém, tenha muita atenção no momento de fazer o teste com eles, pois alguns leitores relataram que os avaliadores são bem exigentes.

4 – Fiverr:

Site Oficial: https://www.fiverr.com/

Post completo sobre o Fiverr aqui do blog:

Seja um Redator Freelancer no Fiverr

Esse é o meu preferido atualmente tanto para vender os meus serviços como para comprar serviços, porque por lá há profissionais freelancers de diversas áreas.Fiverr é confiável tanto para quem compra como para quem vende, já recebi vários pagamentos deles através do Paypal, porém os valores só ficam disponíveis para retirada após 14 dias da entrega do trabalho.

Por isso, eu prefiro juntar um montante para fazer a retirada, já que as taxas do Paypal são cobradas. A vantagem de lá é que temos mais liberdade de conversar com o cliente, porém todos os pagamentos devem ser através da plataforma do contrário o escritor não terá garantia de receber pelo trabalho.

No Fiverr não há teste para iniciar trabalhos como redator, mas você será avaliado diretamente pelo cliente, que dará de 1 até 5 estrelas pela qualidade do serviço, dessa forma é melhor caprichar na qualidade e ter excelente comunicação com o cliente com respostas rápidas via mensagem para ser bem avaliado.

A vantagem é que se o cliente gostar do seu trabalho, vai voltar a comprar sempre. Outra coisa, quando você se cadastrar no site, será preciso disponibilizar o seu primeiro Gig, que é um tipo de anúncio do seu serviço.

Dependendo do serviço oferecido, você poderá cobrar de $5 até $999 em “Fiverr Packages” por 1 único Gig, mas para redatores iniciantes a dica para conseguir clientes é fazer 1 Gig de $5 com um texto de 400 ou 300 palavras e incluir a opção de compra de Gig extra, isso geralmente acontece com frequência, um mesmo cliente pode comprar 2 ou 3 gigs.

Um detalhe importante: alguns clientes são estrangeiros que possuem sites aqui no Brasil, então se isso acontecer e você não souber inglês fluente, basta traduzir as mensagens no tradutor online ou no próprio Fiverr que também tem essa opção de traduzir as mensagens.

E então, gostou? Tem alguma experiência sobre o trabalho de redator freelancer? Vale a pena ser redator freelancer? Conta tudo aí nos comentários vai! Vou amar te conhecer e saber mais sobre a sua história! Um suuuper abraço e até o próximo post! 💋💋💋

144 respostas para “Gosta de Escrever? Que tal ser um redator freelancer em 2019?”

  1. Oi!
    O que eu acho mais complicado nessas plataformas é a competição. São vários redatores competindo pelas mesmas vagas. Testando recentemente a Rock Content, mas ainda aguardando a análise de candidatura. Quanto ao teste, você precisa escolher determinada temática e eles dão uma pauta fictícia para que o redator escreva o texto conforme as necessidades do cliente.
    Abraço
    http://www.benoliveira.com/

    1. Olá, Ben! Obrigada pela informação sobre a Rock Content, eu realmente nunca trabalhei com eles. Eu sempre trabalhei muito no site Textbroker, lá você faz um teste inicial que eles determinam e de acordo com a avaliação que você receber, é possível pegar os textos disponíveis diretamente na plataforma. O inconveniente de lá, é que é preciso entrar na plataforma todos os dias e, quando eu peguei muitos textos para fazer, eu entrava 3 vezes ao dia até encontrar um texto de acordo com a minha classificação. Mas também já peguei textos com classificação mais baixa só para não ficar parada. Hoje em dia, prefiro o Fiverr, você já tentou trabalhar lá? O bom de lá, é que você não precisa fazer testes, os seus clientes que vão avaliar o seu trabalho. Uma dica para conseguir o seu primeiro trabalho por lá, é colocar alguns textos que você tenha feito no Gig do seu serviço. Outra dica: coloque um print do seu blog ou site no Gig como foto principal e fotos extras, assim fica mais fácil conseguir mais clientes. Quanto ao Paypal, se você quiser trabalhar em sites internacionais, você realmente vai precisar de uma conta. No Fiverr tem outras opções de pagamento, mas acho o Paypal mais fácil pra mim. Faça um cadastro no Fiverr, sem compromisso, para ver as opções de pagamento e outros detalhes. Tente também o site Textbroker, é sempre bom ter outras opções.

      Depois nos mande mais notícias sobre os sites que experimentar, ok? Os seus comentários serão sempre bem-vindos aqui!

      Obrigada por comentar e compartilhar suas experiências!

      1. Claudia eu me cadastrei no Textbroker mas eles não me enviaram e-mail para validar a minha conta, você sabe quanto tempo leva para esse e-mail chegar?

        1. Oi, Felipe! Obrigada por visitar e por comentar aqui no blog!

          Olha… geralmente, é na mesma hora! Você conferiu se colocou o seu endereço certo? Já viu a caixa de spam?

          Se sim para as duas perguntas, pode ser que o sistema deles esteja com algum problema ou delay. Aguarde um pouco mais e se não chegar, faça um novo cadastro com outro endereço de e-mail.

          Ou você pode tentar também o seguinte: tente fazer o login e clique em “esqueci a senha” ou algo parecido, insira o e-mail, se o sistema retornar com um erro ou e-mail não encontrado, é porque sua conta não foi cadastrada. Mas se eles enviarem um link para troca de senha, é porque sua conta já está certa e com isso já estará validada. Esse macete quase sempre funciona para corrigir erros de validação de conta no servidor.

  2. Olá, Ben! Obrigada pela informação sobre a Rock Content, eu realmente nunca trabalhei com eles. Eu sempre trabalhei muito no site Textbroker, lá você faz um teste inicial que eles determinam e de acordo com a avaliação que você receber, é possível pegar os textos disponíveis diretamente na plataforma. O inconveniente de lá, é que é preciso entrar na plataforma todos os dias e, quando eu peguei muitos textos para fazer, eu entrava 3 vezes ao dia até encontrar um texto de acordo com a minha classificação. Mas também já peguei textos com classificação mais baixa só para não ficar parada. Hoje em dia, prefiro o Fiverr, você já tentou trabalhar lá? O bom de lá, é que você não precisa fazer testes, os seus clientes que vão avaliar o seu trabalho. Uma dica para conseguir o seu primeiro trabalho por lá, é colocar alguns textos que você tenha feito no Gig do seu serviço. Outra dica: coloque um print do seu blog ou site no Gig como foto principal e fotos extras, assim fica mais fácil conseguir mais clientes. Quanto ao Paypal, se você quiser trabalhar em sites internacionais, você realmente vai precisar de uma conta. No Fiverr tem outras opções de pagamento, mas acho o Paypal mais fácil pra mim. Faça um cadastro no Fiverr, sem compromisso, para ver as opções de pagamento e outros detalhes. Tente também o site Textbroker, é sempre bom ter outras opções.

    Depois nos mande mais notícias sobre os sites que experimentar, ok? Os seus comentários serão sempre bem-vindos aqui!

    Obrigada por comentar e compartilhar suas experiências!

  3. Bacana demais seu texto!

    Trabalho com produção de conteúdo web há 4 anos. Tenho meus clientes diretos, já consegui bastante trabalho no Fiverr. Sobre a GC e a TB nunca mais vi jobs por lá! Hoje dedico boa parte do meu tempo aos jobs da Rock Content. Trabalho com eles desde quando ainda era Text Corner, há uns 4 anos. Eles tem milhares de clientes, em todas as temáticas possíveis! O valor é bacana para textos de 500 palavras, mas também disponibilizam tarefas como newsletters, press releases e e-books. O valor dos jobs varia de acordo com a extensão, complexidade do tema e formato. Eles têm uns prazos: após a entrega um revisor revisa seu artigo, ele passa pelo crivo da moderação da Rock e depois é aprovado pelo cliente. Ao ser aprovado, o valor do texto vai pra sua conta na plataforma e você pede o saque. Permitem que sejam realizados dois saques ao mês, com valor mínimo de 200,00. Depois das agências, a Rock Content é responsável pela maior parte da minha renda 🙂 Quanto melhores seus textos (além de respeito aos prazos e tal) mais credibilidade você tem com os analistas e clientes. Você consegue conquistar facilmente uns 2, 3 mil reais por mês escrevendo todos os dias. Todas as categorias tem uma grande quantidade de tarefas! Entra tarefa todo dia. Espero ter ajudado com minha experiência. Abraços!

    1. Olá, Tatiane Andrade! Como vai? Obrigada por compartilhar a sua experiência aqui! Seja sempre bem-vinda! Realmente, em GC e TB eu nem tenho entrado mais, parece que o movimento por lá está bem fraco mesmo. O Fiverr, atualmente, eu tive que recusar alguns trabalhos por falta de tempo pq tenho alguns clientes particulares e diretos que, atualmente, faço alguns textos para eles. Sempre indico essa carreira de redator freelancer para pessoas que dizem estarem desempregadas, mas parece que muita gente ainda prefere ter um emprego de carteira assinada mesmo pagando bem menos. Amei o seu comentário detalhando melhor sobre Rock Content, isso pode ajudar mesmo outras pessoas a tomarem a decisão certa. Pelo o que você está compartilhando aqui, acredito que Rock Content e o Fiverr sejam os melhores sites para redatores freelancers atualmente. Em Rock Content eu nunca trabalhei, mas pelo o que você está compartilhando, parece ser realmente um lugar muito bom para trabalhar. Sempre que tiver alguma novidade sobre o assunto e quiser compartilhar aqui, será sempre muito bem-vinda! Ajudou sim e muito! Um super abraço e muita produtividade para você!

    2. Olá Tatiane!
      Vc disponibilizaria um contato para eu tirar algumas dúvidas c vc?
      Já enviei um e-mail para a Claudia e estou no aguardo.
      Meu contato caso queira passar algumas dicas de como começar: leiaramos600@gmail.com
      Obrigada e sucesso!

    3. Oi Tatiane, tudo bem? Estou procurando trabalhos freelancers e vi aqui sua dica do rock content. Acessei o site mas não encontrei nenhum local para me inscrever como redator. Sabe dizer como faço para me inscrever? Obrigado pela ajuda.

  4. Bom dia, gente! Meu nome é Serrana Filetti, sou jornalista graduada e pós-graduada em Gestão em Assessoria de Comunicação. Há pouco mais de um ano eu perdi meu emprego. Aí, a crise me ensinou que de um limão azedo, devemos fazer uma doce limonada. Seguindo o conselho de uma amiga eu decidi virar freelancer, tirei meu CNPJ, criei uma empresa de Assessoria e Marketing, e há uns dois meses conheci, pesquisando na Internet, a Rock Content. Fiz o teste para revisora e passei! No entanto,como os textos são de baixo valor. Um post de 500 é 7,00 a revisão e de um de 1000 é 14,00, eu decidi encarar o teste para redatora. Fiz para cinco candidaturas, passei em 4! Os valores dos textos podem variar. Um post de 500 palavras vale 25,00, enquanto um de 1000 pode chegar a 55,00. A partir do momento que você desenvolve na plataforma, eles liberam textos mais caros pra você.
    Também há a possibilidade de você pegar E-book. Nesse caso, um E-book pode custar 120,00!
    A única coisa que tenho a reclamar da Rock é que eles são bem exigentes! Agora resolveram criar uma avaliação para os redatores. Você recebe de 1 a 5 estrelas.Se você ficar com a média inferior a 3, você é desabilitado da plataforma.
    Uma outra reclamação que tenho é com relação a avaliação das candidaturas. Dependendo da candidatura, eles levam quase um mês para dar o resultado do teste. Eu, por exemplo, espero há várias semanas o resultado para a candidatura de E-commerce. Ontem fiz o teste para mais uma candidatura, e desta vez foi para Educação e Ensino.
    Uma dica que dou à vocês é que nem pensem em se candidatar para Saúde, Nutrição e Comportamento. A disputa para textos nessas áreas é ENORME! O ideal é tentar Marketing Digital, Tecnologia e Gestão e Administração. Mas, cuidado! Se for se candidatar para Tecnologia, se prepare porque os textos são super complicados. Eu estou quase sendo desabilitada da plataforma por causa dos meus pontos. Os textos de Tecnologia me ferraram! Bem, esse textão só foi para ajudar a quem tem interesse em se cadastrar no site da Rock Content. É maneiro, mas eles exigem muito!

    1. Bom dia, Serrana Filetti! Obrigada pelo seu comentário compartilhando as suas experiências e dando dicas para quem deseja se candidatar no Rock Content! Seja sempre bem-vinda aqui para compartilhar as suas experiências, dar dicas, sugestões ou críticas também, ok? Abração!

    2. Ola Serrana e Claudia! tudo bom?
      Estou tentando entrar na plataforma da Rock content e por enquanto não fui aprovado.
      É meio ruim esse tempo de avaliação de candidatura, demora em média 3 semanas para te darem um feedback.
      Gostaria de saber se, após ser aprovado, há tarefas suficientes para todos os redatores?
      Têm noção de quantas tarefas são disponibilizadas por dia?
      Pergunto pq gosto de trabalhar com metas.
      Seria muito frustrante me empenhar em entrar numa plataforma que nunca consigo pegar uma tarefa, certo?

      Obrigado!

      1. Oi, Amon! Tudo bem? Então, eu vou falar por mim, ok? (tomando a liberdade de responder aqui no blog da Claudinha) rsrs
        Bem, em relação as tarefas suficientes para os redatores, isso vai depender da área que você escolheu. Por exemplo, não sugiro nem a você ou qualquer outro redator, se candidatar para Saúde, Nutrição e Comportamento. Eu fiz para essas áreas e é um drama conseguir pegar uma tarefa.
        Outra coisa, se você gosta de trabalhar com metas, é bom. Mas adianto que agora na Rock você só pode pegar duas tarefas por dia pra fazer. Enquanto você não fizer e não entregar essas, a plataforma não vai liberar outras, entendeu? Então, a minha dica para você faturar no final do mês, é pegar tarefas mais caras.
        Voltando às candidaturas, se você gosta de escrever sobre tecnologia, se tem facilidade para textos nessa área, então faça o teste! Sobram tarefas! E o legal é que tem muitas que são mais caras. Há pouco tempo bateu uma tarefa com urgência na minha plataforma, um post de mil palavras, por R$ 80,00. É raro, mas acontece!
        No momento, não sei mais quais seriam as outras áreas com mais possibilidade de você pegar tarefas. A que eu indico é realmente tecnologia. O mais, sucesso para você aí na sua jornada de redator!
        E outra, caso não passe no teste, não desista. Recentemente fui reprovada em dois e na outra semana fiz para mais dois e após alguns dias recebi minha aprovação! Então, foco sempre!
        Grande Abraço! Abraço para Claudia Rosa também!

        1. Obrigado pela atenção Serrana! e claro, Claudia, pela oportunidade desta troca.
          Eu me candidatei para mercado imobiliário e turismo, ja reescrevi e estou mandando os textos novamente para avaliação.
          Vou seguir seu conselho sobre tecnologia, gosto do assunto e vou tentar candidatura!
          Uma última pergunta, é obrigatório hiperlinks, citando as referências de onde você tirou suas idéias para escrever?
          Teve texto que fui reprovado, mas não comentaram nada de ter hiperlinks, no entanto, ja me mandaram um email com as instruções para redação, e la falava que era obrigatório hiperlinks. Fiquei na dúvida.

          1. Bom dia, Amon!
            Mais uma vez peço autorização à minha amiga Cláudia para te responder no blog dela. Ela também traz muitas dicas maravilhosas para nós freelancers. Vale a pena olhar cada post que essa grande profissional escreve. Foi por causa dela que conheci o Fiverr, outra plataforma para freelancers.
            Então, vamos lá: No teste de pauta não é obrigado a colocar hiperlinks. Isso se faz quando você estiver trabalhando na Rock,ok? E esses hiperlinks, na verdade, são palavras que você “grifa” em seu texto e linka para outro texto do blog do cliente ou para o site. Ex: Você escreve um texto sobre tecnologia e fala a respeito de um software. Você pode escolher uma palavra dentro desse texto e colocar um hiperlink para outra dentro do blog do cliente (que esteja falando sobre o mesmo assunto) ou falar algo sobre empresa especializada em instalação de software e linkar para o “quem somos” do site do cliente. Na verdade, hiperlink não são as referências que você tirou para escrever seu texto, mas sim é uma maneira de você fazer com que o cliente fique mais tempo em seu blog, você oferece mais informações, entende?
            Então, resumindo: fica tranquilo que no teste de pauta você não precisa colocar hiperlinks. Outra coisa, se você ficar insatisfeito com a avaliação do moderador da tarefa, você pode responder o e-mail que eles te mandam, falar que não entendeu o feedback e pedir mais detalhes. Quando eu me inscrevi na Rock, não sabia que podia fazer isso, mas há pouco tempo descobri que pode.
            Então, qualquer dúvida a respeito da avaliação deles, peça mais detalhes.
            Espero ter te ajudado mais uma vez e desde já torço para que você tenha sucesso na carreira de freelancer.
            Grande Abraço!

          2. Mais uma vez, muito obrigado Serrana! =]
            Sucesso para você, Claudia e todos que quiserem encarar esta empreitada da redação online!

          3. Olá, Amon! Eu que agradeço por iniciar a conversa e compartilhar para ajudar outros leitores! Seja sempre bem-vindo aqui para comentar com dicas, críticas, dúvidas ou sugestões!

        2. Oi Serrana,

          Estou montando um site de pós-graduação em saúde e gestão e precisarei gerar conteúdo exclusivo e de qualidade para alunos e pacientes.

          Você tem algum artigo publicado na área que me interessa: saúde, educação e gestão para profissionais liberais?

          Tem interesse em produzir esse material?

          Obrigado!
          Renier

  5. Olá Claudia, a ideia de ser uma redatora freelancer começou agora e está praticamente na incubadora, gostaria de saber se posso compartilhar alguns artigos que vc colocou no seu site em meu blog, tipo o “top 7 livros para freelancer”, obrigado. Maria José Fernandes

    1. Olá, Maria José!!! Como vai? Fico feliz em estar entrando nesse mercado de freelancers, pois esse é o futuro: freelancers, trabalhadores remotos e tantos outras profissões digitais! Eu acredito nisso!

      Fico lisonjeada em saber que deseja copiar o conteúdo do meu blog, porém, infelizmente, de acordo com as políticas atuais do Google, todos os conteúdos na web que são duplicados, o Google penaliza com um “noindex”, ou seja, nem o seu conteúdo e nem o meu serão mais indexados na pesquisa do Google. E com isso, os blogs que possuem conteúdo duplicados são penalizados pela queda de pontuação no Google.

      Infelizmente, nem todos os blogueiros sabem dessa regra e acabam copiando conteúdo sem saber. Mesmo que seja uma postagem com a devida menção de onde foi retirada ou copiada, o Google vai penalizar porque os títulos e o corpo do artigo serão iguais.

      Outra coisa: Esse post “Top 7 Livros para Freelancers e Empreendedores” foi escrito respondendo uma postagem de outro site, que foi mencionado no início do artigo, ou seja, foi uma troca de menção. Eles me mencionaram lá e eu mencionei eles aqui. O post deveria ser escrito com as nossas próprias experiências de leitura, ou seja, os livros que realmente já lemos e que nos impactou de alguma forma.

      Faço uma sugestão para você: faça um artigo contando as suas próprias experiências de leituras, pois assim os seus leitores sentirão “verdade” em suas sugestões e, com isso, você nunca será penalizada pelo Google.

      Mais uma vez agradeço pela sua boa intenção, mas infelizmente por causa dessa nova política do Google, nós duas seremos penalizadas por causa do conteúdo duplicado (título e corpo do artigo).

      Para entender mais sobre SEO do Google e em relação aos conteúdos duplicados, separei um artigo para você ler, mas há muitos outros na web:

      http://www.seomarketing.com.br/conteudo-duplicado-seo.php

      Espero ter ajudado de alguma forma! E quando escrever as suas próprias sugestões de livros, vou adorar conhecer e ir até o seu blog para ler, ok? Então, não se esqueça de deixar o seu link aqui!

      Um super abraço e que Deus abençoe os seus novos projetos!

  6. Boa tarde, Bruna. Parabéns pelo ótimo texto!

    Trabalho como redator freelancer há mais de um ano, e gosto bastante do que faço. Sempre gostei de escrever, mas nunca imaginei que isso pudesse se tornar uma profissão.
    Acabei entrando no blog por procurar maiores informações sobre a Rock Content, e encontrei essas informações aqui nos comentários que o pessoal postou.
    Para quem esteja começando ou almeje começar nessa carreira, minha dica é que siga em frente. Não conheço muito a fundo os sites que foram recomendados aqui, mas como esse tipo de serviço vem crescendo, oportunidades não irão faltar.
    Uma recomendação que eu dou é a de mandar e-mails para empresas que trabalhem com artigos, agências de SEO e afins. Essa é uma boa pedida mesmo para quem não tenha experiência, porque a demanda por esses serviços é muito grande. Basta se mostrar interessado e se empenhar em atender às expectativas do cliente que os resultados com certeza virão.
    Também é essencial que você acredite no seu trabalho. A aceitação das pessoas é um pouco difícil em relação a trabalhar em casa, sentado na frente de um computador. Mas é um trabalho tão digno como os outros, e que passará a ser reconhecido por todos depois de um tempo.
    Pode ser que os primeiros meses sejam (e provavelmente serão) um pouco complicados com relação ao valor recebido, porque tudo o que é novo causa uma certa estranheza e vai demorar um certo tempo para se adaptar ao serviço e desenvolver melhor suas habilidades. Mas depois você se acostuma, e vai ver que compensa, e muito, trabalhar dessa forma.

    Fiquem com Deus, e não desistam!

    1. Obrigada pelos conselhos e pelo comentário, Leonardo Ponso! Realmente, alguns donos de sites ou blogs se queixam da falta desse tipo de profissional e algumas pessoas ficam com medo de entrarem nesse ramo, principalmente, porque ficam inseguras quanto ao tipo de escrita que possuem. Porém, o que elas não sabem é que é possível com a prática melhorar a técnica da escrita cada vez mais!

      Eu realmente acredito que o trabalho através da internet seja o futuro e tem muitas opções! Espero que esse post aqui do blog sirva para despertar novos escritores e incentivar o que já estão no mercado.

      O trabalho é duro, não é fácil! Porém, para as pessoas que não tem medo de trabalhar, é possível ganhar um bom dinheiro com isso sim!

      Mais uma vez agradeço por sua participação aqui e seja sempre bem-vindo para comentar com dicas, sugestões ou críticas, ok?

      E que Deus abençoe sua vida e os seus projetos!

    1. Oi, Débora Lomba! Como vai? Claro que pode! Eu mesma cansei de ver projetos de textos jurídicos no Textbroker e no Workana. Geralmente, esses textos são encaixados na categoria “texto técnico” e os profissionais dessa categoria, dependendo da plataforma, costumam ter um ganho diferenciado.

      Faça testes no Rock Content e se inscreva nos sites para freelancers, tipo Workana, Fiverr ou Freelancer.com. Porém, sempre antes de entrar numa plataforma, procure sobre reclamações de pagamentos ou outras coisas desse tipo, para não ficar trabalhando de graça, ok?

      Outra coisa que você pode fazer é um blog para escrever sobre textos de ajuda em sua área de atuação, geralmente esse tipo de texto é muito buscado pelo Google e você poderá ter uma boa renda através do Google Adsense. Pense nisso! Desejo muito sucesso a você e toda a sua família! Obrigada por comentar aqui! Abração!

    1. Oi, Claudia.

      Estou desempregada, há um ano procurando emprego e até agora nada. Já estou entrando em desespero, ficando deprimida, pois a poupança acabou e as dívidas estão começando a acumular. Sempre tive minha escrita elogiada e me surgiu essa ideia de trabalhar escrevendo como freelancer. Ontem fiz um cadastro numa plataforma chamada Workana, não sei se você conhece, mas fiquei meio desanimada, pois 4 clientes rejeitaram as propostas que apresentei. E olha que cobrei bem baratinho, hein… Acho difícil um redator iniciante conseguir ter credibilidade diante dos contratantes, porém quero muito tentar. Vou fazer o cadastro no Fiverr. Se tiver alguma dica, por favor, responda-me. Estou muito sem grana e realmente deprimida e desesperada. É horrível ficar tanto tempo desempregada.

      Saudações cordiais e obrigada pelo post,
      Ca

      1. Olá, Ca!!! Meu primeiro conselho é: Não desanime, pois somente com a perseverança conquistamos vitórias!

        Conheço o Workana sim e até tinha cadastro lá, mas desisti justamente por causa desse problema que você falou. São muitos candidatos para o mesmo projeto e os clientes acabam ficando confusos ou escolhem, geralmente, os candidatos que já possuem muitas referências.

        A minha dica para você é que além do Fiverr, você também faça teste no Textbroker, que está agora nesse momento está com mais de 300 textos de $7 a $14 (dólares) para redatores com nível 4 e 5 estrelas.

        Lá os escritores podem pegar textos em Open Orders sem a necessidade de entrar em contato com os clientes para aceitarem ou não. Somente depois que você entrega o texto, cada cliente tem até 3 dias para aceitar ou pedir uma revisão.

        Acredito que com a grande demanda do momento, talvez eles respondam o seu teste rapidamente. O pagamento deles é feito pelo Paypal como no Fiverr.

        Faça também teste no Rock Content e veja os conselhos do comentário da Serrana Filetti (logo abaixo) para essa plataforma. Eu nunca trabalhei para eles, mas tenho recebido emails de pessoas que estão gostando de trabalhar lá.

        Não desista porque se você realmente gosta de escrever e recebe elogios, essa é uma área em crescimento, que com esforço, poderá ser uma ótima fonte de renda sem que seja necessário sair de casa.

        Por favor, se puder, volte para dizer como foi o teste no Textbroker ou no Rock Content!

        Estarei torcendo por você! Abração!

        1. Cara Claudia,

          Muito obrigada pela resposta atenciosa e incentivante. Estava precisando de um apoio como esse seu e dessas suas palavras de encorajamento. De fato, o principal agora, no meu caso, é não desanimar.

          Ontem enviei um texto para o Textbroker e outro para a Rock Content. No Textbroker recebi classificação 3! 🙁 Então, não poderei ter acesso aos textos disponíveis para os autores 4 e 5 estrelas. Mas me empenharei, se possível (pois ainda não sei bem como funciona a ferramenta) para melhorar essa classificação.

          Fiquei realmente confortada e me sentindo apoiada e encorajada com sua mensagem. Foi muito muito gentil da sua parte.

          Desejo grande sucesso para você na sua carreira, felicidade e saúde em sua vida, que você continue ajudando outras pessoas, assim como me ajudou, e que 2017 seja um ano de realizações para você.

          Espero voltar daqui a um tempo para contar uma boa história aqui no Clau knupp Blog.

          Muitíssimo obrigada pelo auxílio, querida!

          Grande abraço,
          Camila

          1. Oi Camila! Puxa… fiquei triste por você não ter alcançado 4 estrelas, seria uma ótima oportunidade de já entrar na plataforma ganhando. Porém, não desanime porque quando tiver textos de 3 estrelas você poderá pegar, só não sei quantos terá que fazer para alcançar 4 estrelas.

            Espero que na Rock Content você consiga! Será uma ótima experiência para você e parece que lá tem vários temas para escolher e, de acordo com o comentário da Serrana Filetti, os textos sobre tecnologia sobram mais na plataforma, talvez seja bom para você se candidatar para esse tema também.

            Eu que tenho que agradecer por suas palavras, pois o objetivo desse texto foi exatamente esse: ajudar as pessoas que precisam de uma renda extra ou até de uma nova profissão. Eu fico muito feliz de estar alcançando esse objetivo!

            Venha nos contar assim que tiver uma resposta, ok? E se eu descobrir alguma outra ferramenta além dessas que postei aqui, deixo uma atualização no post.

            Te desejo muita paz, alegria, saúde e toda a prosperidade que Deus possa te dar em 2017! Eu creio que esse ano será um ano de mudanças na vida de muita gente!

            Um super abraço e que Deus te abençoe grandemente!

          2. Pois é, Claudia. Ganhar 4 estrelas seria começar com o pé direito na plataforma. Acho que escolhi mal o tema. Resolvi fazer um resumo da peça “Édipo Rei”, de Sófocles, e talvez tenha sido formal demais — penso.

            Também tenho esperança na Rock Content. Fiz a inscrição em Educação e Ensino, que é um tema que tenho mais domínio. Não entendo muito de Tecnologia. Acho que seria um desastre. 🙂

            Não achei nada na área de Cultura, na “Rock”, que seria meu grande propósito. Gostaria de escrever sobre cinema, arte, filosofia, literatura, mas também não sei se a oferta é grande nesse setor.

            Obrigada por tudo, querida!

          3. Oi, Camila! Você tem domínio de inglês escrito? Se tiver, hoje recebi um e-mail dessa empresa avisando que tem vagas para o Brasil. São pequenas tarefas, algumas um pouco chatinhas, mas pagam bem.

            Você pode olhar diretamente no site deles e se inscrever para que eles possam enviar um convite para as tarefas. Eu já trabalhei com eles, mas no momento estou sem tempo para cumprir essas tarefas.

            O link deles é esse aqui: http://appen.com/

            Abração!

          4. Oi, Claudia.

            Obrigada pela lembrança. Leio muito bem em inglês e falo razoavelmente, mas não tenho domínio da escrita, infelizmente. Ainda assim, vou dar uma olhada no site, pois me sinto muito confortável realizando tradução inglês-português, já que costumo ter que traduzir alguns textos acadêmicos.

            Uma vez mais, obrigada!

            Grande abraço,
            Camila

  7. Olá 😉
    Uma das poucas coisas que eu sou boa é na escrita, então resolvi procurar uma forma de ganhar um dinheirinho com esse “talento”. Lendo seu texto, fiquei ainda mais empolgada e interessada por saber que é uma opção viável! Fiz meu cadastro no fiverr, mas estou com algumas dúvidas.
    O conteúdo disponibilizado tem que ser em inglês? Não posso vender textos em português?
    Vi que há um fiverr Br, e quando cliquei aparece o site VintePila… é confiável?
    Preciso de uma ajudinha 🙁

    Agradecida desde já!

    1. Oi Brenda! Como vai? Que bom que o post tenha te ajudado a iniciar a carreira de redator freelancer! Seja bem-vinda à nova profissão e ao blog!

      Olha… no Fiverr é preciso fazer o Gig todo em inglês, mas você vai oferecer para escrever texto em português do Brasil ou Brazilian Portuguese. Outra coisa, não traduza o Fiverr para o português para não dar defeito no momento de publicar o seu Gig em inglês.

      Só uma dica: para quem está começando o ideal seria fazer cadastros e testes em plataformas “fechadas” como Textbroker ou Rock Content primeiro para adquirir prática com SEO e outros detalhes que os clientes pedirão. Geralmente, dentro da plataforma todos os escritores passam por avaliações e isso contribui para aumentar a qualidade da escrita de cada redator.

      No Fiverr, você terá que lidar diretamente com os clientes, que geralmente são estrangeiros, alguns brasileiros até aparecem de vez em quando.

      Outra coisa: a concorrência está grande no Fiverr, então o seu primeiro anúncio deve ter uma “promoção” muito boa por $5 para que novos clientes te contratem sem nenhuma classificação anterior. Você pode também escrever alguns textos e anexar no seu Gig do Fiverr em PDF para mostrar aos clientes a qualidade dos seus textos, isso ajuda bastante. Tem redator lá oferecendo “1000 words por $5” e com classificação 5 estrelas, então para vencer a concorrência…

      O Fiverr original é o fiverr.com, esse Fiverr Brasil não é o original e eu não tenho nenhuma informação sobre eles.

      No momento, textbroker.com.br está ainda com 180 textos para redatores 4 e 5 estrelas, se você fizer o teste ainda hoje e passar com 4 ou 5 estrelas, vai começar a trabalhar imediatamente! Capriche no texto para conquistar acima de 4 estrelas! Os pagamentos são feitos pelo Paypal, você deve criar uma conta lá para receber os pagamentos. Corre lá, faz o teste e depois me conta por aqui se conseguiu passar, ok? Só um detalhe: acho que o escritórios deles ia fechar hoje dia 27/12 para voltar somente na primeira semana de 2017. Verifique isso antes de fazer o teste diretamente com eles, ok?

      Depois faça também um teste no Rock Content, eu nunca trabalhei lá, mas as pessoas dizem que é um lugar bom para começar!

      Espero ter ajudado! Qualquer coisa é só falar, ok?! Abração!

  8. Cláudia, obrigado pela abordagem do assunto.
    Seu texto está muito esclarecedor, além de exalar clareza.
    Sou uma apaixonada por escrita e leitura de assuntos diversos.
    Possuo muito interesse de realizar uma experiência junto a Textbroker, mas uma dúvida que tenho é com relação a IR, quando ocorre o pagamento. Como isto se procede?
    Certamente a Textbroker, assim como outras empresas do ramo, não compram a responsabilidade da questão do imposto. Então, como isto é feito?
    Obrigado, desde já.

    1. Oi Gabriela! Como vai? Obrigada por seu comentário! Bem… aqui no Brasil pessoas físicas que tenham recebido “rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91 no ano anterior devem declarar imposto de renda”. Se esse for o seu caso, recomendo procurar um contador para te auxiliar nessa questão.

      Se o seu rendimento está dentro desse valor mencionado acima, uma outra opção para você pagar os seus impostos com segurança, seria fazer o MEI (microempreendedor individual), que o cadastro é todo feito pela internet e você terá sua inscrição de CNPJ para trabalhar como redatora freelancer tranquilamente.

      Com o MEI você paga o seu INSS + taxas referentes ao CNPJ mensalmente. Para ver mais sobre o MEI do Governo Federal, basta acessar o link: http://www.portaldoempreendedor.gov.br/

      Fora isso, basta pedir o seu pagamento diretamente no site da Textbroker, dentro de sua área de escritor, entrar em “pagamentos” e fazer o pedido automaticamente. Textbroker paga através do Paypal com o mínimo de $10 (USD).

      Para receber o seu dinheiro do Paypal, basta inserir uma conta bancária de algum banco brasileiro. O Paypal não cobra para fazer transferência para contas no Brasil e eles fazem o câmbio, ou seja, você receberá na sua conta bancária em real e não em dólar.

      Não sei se respondi a sua pergunta, mas qualquer outra dúvida é só perguntar, ok? Um super abraço!

  9. As exigências da Rock Content só aumentam, mas aumentar o valor de cada tarefa ninguém quer! rsrs

    Mas é um bom lugar para começar, apesar dos pesares. Não é aconselhável se apegar a estas plataformas de conteúdo, a qualquer momento elas podem criar um novo critério que fará sua nota baixar e você estará fora num piscar de olhos. Isso ainda não aconteceu comigo, mas tem uma analista que só me dá 3.7 estrelas e minha nota vai baixando. Curiosamente, quando o cliente me dá 4.5 ou 5 não vejo minha nota aumentar, fica na mesma.

    Eu gostava muito da Contentools, mas agora só aceitam MEI. O jeito é em breve criar minha empresa, mas se acomodar nessas empresas, não mais.

    Comecem uma carreira nelas, mas não deixem de procurar clientes por conta própria. Criem um blog, atraiam clientes (Usem os materiais que essas empresas disponibilizam gratuitamente para aprender e aplicar nos seus próprios negócios! Comprem cursos de marketing de conteúdo, aperfeiçoem a escrita), sejam profissionais, não deixem a preguiça tomar conta e busquem o constante aprendizado (de preferência, se especializem em criar conteúdo excepcional em 2 ou 3 nichos). Não cobrem pouco, aprendam a criar uma estratégia de marketing de conteúdo (executar e analisar também!), busquem parceiros para começar (eu sugiro um revisor) e o sucesso é garantido! 🙂

    Não confiem cegamente que estas empresas estarão aí para sempre. Desenvolvam uma mente empreendedora. Mentes empreendedoras jamais estacionam! E se estacionam, nunca é no mesmo lugar e devem estar sempre prontas para se mexerem e buscar novos ares! 😉

    1. Oi Mari! Como vai? Obrigada por seu comentário aqui no blog! Concordo plenamente com você! Penso da mesma forma, por isso sempre que posso indico o Fiverr.com.

      Principalmente, para os redatores que não querem ter um blog ou sentem medo de tomar calotes, o Fiverr é excelente! Eles cobram uma taxa pela intermediação, mas em compensação o dinheiro vai certinho para a conta do Paypal.

      Outra vantagem do Fiverr, é que por lá lidamos diretamente com o cliente sem passar por revisores e isso evita essas tais notas baixas que você mencionou. A outra vantagem é que as classificações que os clientes nos dão, ficam em nosso perfil e visíveis nos “Gigs” e isso funciona como uma espécie de vitrine para os redatores ou outros tipos de freelancers.

      A sua colocação foi excelente quanto a não colocarmos toda confiança em uma única plataforma. Mais uma vez agradeço pelo comentário, pois isso ajuda muito outros redatores que ficam desanimados quando enfrentam esse tipo de problema em alguma site.

      Seja sempre muito bem-vinda aqui com suas dicas e sugestões! E que Deus abençoe os seus negócios e a sua vida grandemente! Um super abraço!

    2. Oi Mari! Como vai? Obrigada por seu comentário aqui no blog! Concordo plenamente com você! Penso da mesma forma, por isso sempre que posso indico o Fiverr.com.

      Principalmente, para os redatores que não querem ter um blog ou sentem medo de tomar calotes, o Fiverr é excelente! Eles cobram uma taxa pela intermediação, mas em compensação o dinheiro vai certinho para a conta do Paypal.

      Outra vantagem do Fiverr, é que por lá lidamos diretamente com o cliente sem passar por revisores e isso evita essas tais notas baixas que você mencionou. A outra vantagem é que as classificações que os clientes nos dão, ficam em nosso perfil e visíveis nos “Gigs” e isso funciona como uma espécie de vitrine para os redatores ou outros tipos de freelancers.

      A sua colocação foi excelente quanto a não colocarmos toda confiança em uma única plataforma. Mais uma vez agradeço pelo comentário, pois isso ajuda muito outros redatores que ficam desanimados quando enfrentam esse tipo de problema em algum site.

      Seja sempre muito bem-vinda aqui com suas dicas e sugestões! E que Deus abençoe os seus negócios e a sua vida grandemente! Um super abraço!

    3. Mari, você tem razão em relação à Rock Content. Vejo muita discrepância na análise dos moderadores. Está difícil até para conseguir aprovação nas candidaturas, cada moderador analisa por um ângulo diferente e a gente não sai do lugar. Suas dicas são ótimas! Valeu!

    4. Olá, Mari! Suas dicas são super úteis!
      Você poderia fornecer um contato seu? Vi que você tem bastante experiência com a Rock Content. Estou começando agora com eles e gostaria de tirar algumas dúvidas.

    5. Bom dia!

      Adorei seu comentário. Principalmente na parte que nos incentiva, pois a preguiça e o medo de seguir em frente são mais comuns do que parecem. Obrigada pelas dicas.

  10. Boa noite!
    Eu já fiz cadastro no textbroker, mas não me aparecem artigos.
    Consegue me dizer se é normal?
    Obrigada 🙂

    1. Oi Lidia! Isso é normal sim! Pode ficar tranquila! A quantidade de textos disponíveis na plataforma Textbroker sempre vai depender da demanda.

      Acontece de ficar um tempão sem textos e, quando menos esperamos, aparece um projeto médio ou grande.

      Faço uma sugestão: estipule um horário certo para entrar no site Textbroker e entre todos os dias para ver se tem algum texto disponível porque eles não avisam.

      Teve uma época que consegui pegar bastante texto entrando manhã, tarde e noite! Todos os dias! rsrs

      Outra dica: faça cadastro em outras plataformas como Rock Content ou Fiverr, por exemplo. Já publiquei um post sobre o Fiverr completo aqui no blog, veja no link:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      Dê uma lida para ver se gosta do estilo do site Fiverr, mas se não gostar ainda tem a opção da Rock Content:

      http://curso.escrevaparaweb.com.br/ (Link para o curso gratuito da Rock Content)

      http://redatores.escrevaparaweb.com.br/redator-rock-content (cadastro redator)

      Espero ter ajudado de alguma forma! Seja sempre bem-vinda aqui com os seus comentários, ok? Abração

  11. Oi! Muito obrigado pelas dicas! Sou advogado, tenho um blog e amo escrever, e pensei em entrar nesse mundo da redação freelance pra ver se encontro algo que estou procurando, então muito obrigado mesmo, vai me ajudar bastante. Queria saber se você pode me ajudar a me entender com o TB: estou na página de pedidos OpenOrders, mas não encontro nada. Eu tenho que pesquisar por algum tema? Eu queria ver tudo que está disponível, pois ainda não decidi se tenho um tema específico de agrado, queria ver as possibilidades. Obrigado!

    1. Oi Filipe! Eu também agradeço por seu comentário! Isso me incentiva a sempre buscar por conteúdo que possa ajudar e contribuir para as pessoas de alguma forma.

      Quanto ao TB é assim mesmo! Pode ficar tranquilo! O único problema deles é justamente esse, precisamos entrar todos os dias na plataforma para que possamos encontrar textos disponíveis.

      Deixo uma dica: estipule um horário do dia para entrar na plataforma, por exemplo: de manhã e no final da tarde ou depois das 20:00. Na sexta-feira antes do Carnaval tinha bastante texto e já no meio do feriado não tinha mais nada. É assim!

      Outra dica: não fique dependente apenas do TB, faça testes também também no Rock Content e faça também um cadastro no Fiverr, que é uma plataforma para freelancers. Fiz um post somente sobre o Fiverr, que você pode ler nesse link:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      Não esqueça de mencionar no Fiverr que tem experiência em assuntos jurídicos, pois isso seria um bom diferencial em seu perfil.

      Link para fazer inscrição na Rock Content: http://redatores.escrevaparaweb.com.br/redator-rock-content

      Seja muito bem-vindo aqui no blog e também na profissão de redator feelancer! E não se esqueça de dizer como foi na Rock Content e no Fiverr, ok?

  12. Boa tarde! Eu estou pesquisando sobre o assunto, pois preciso de um “extra” e amo escrever! Achei realmente interessantes as dicas acima e gostaria de contatar alguém que pudesse tirar algumas dúvidas sobre esse trabalho, de preferência alguém que já redija textos nessa modalidade. Obrigada, abraços!

    1. Oi Polly! Como vai? Primeiramente, quero agradecer a sua visita e o seu comentário aqui no blog! Seja bem-vinda!

      Olha… eu trabalho com isso desde 2011 e resolvi escrever esse post aqui no blog exatamente para incentivar outras pessoas a iniciarem a carreira de redator freelancer. É uma ótima opção para ganhar um extra sim!

      Porém, hoje em dia, a concorrência está um pouco maior e para trabalhar com as agências de marketing de conteúdo está bem mais difícil porque as exigências deles são bem maiores, afinal cada agência tem as suas próprias regras.

      Por isso, eu aconselho que você faça os cursos gratuitos que algumas agências oferecem como é o caso da Rock Content. E fazer cadastros também em serviços de intermediação como Textbroker ou Greatcontent, por exemplo.

      Outro site que indico aqui no blog, é o Fiverr, que aliás fiz um post completo sobre eles que você pode ler nesse link aqui: https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      No Fiverr, você vai lidar diretamente com clientes e a maioria estrangeiros, mas em compensação, terá oportunidade de conhecer clientes bem legais. Também não terá ninguém editando os seus textos e nem fazendo revisões, por isso, é muito importante entregar sempre um bom trabalho para garantir ótima classificação.

      Acredito que se você gosta de escrever já será o primeiro passo para iniciar e depois vai se especializando na área que mais gostar ou continuar escrevendo um pouco sobre tudo. Pode fazer um blog também para ter um portfólio online para que clientes possam ter uma ideia do seu trabalho.

      Espero ter ajudado de alguma forma e qualquer outra dúvida é só postar aqui nos comentários, ok?

      Um super abraço e seja sempre bem-vinda aqui!

  13. Quero primeiramente parabenizar a Cláudia por este blog que está ajudando muita gente a conseguir uma atividade, ainda mais nesta crise né? Através deste blog, conheci e me cadastrei na Fiverr, e tenho uma dúvida. Alguém pode me informar sobre o GIG da Fiverr? Eu coloquei que faço apenas conteúdo em português apesar de falar inglês fluente fiquei com medo de pegar logo de cara, minhas dúvidas pairam se os clientes podem pedir imagens e de onde pego as imagens. E também gostaria de saber sobre nos GIGs sobre PDF, pois verifique que na galeria eles pedem, imagens, vídeos e PDFs. Quem puder responder, ficarei Grato. Cláudia obrigado pelo Blog

    1. Oi Gilberto Neves! Eu q agradeço por confiar nas informações aqui prestadas! Seja sempre bem-vindo aqui! A sua contribuição será muito importante para o desenvolvimento do Clau knupp Blog!

      Quanto ao GIG do Fiverr, você pode sim incluir a informação do inglês fluente e manter a sua posição de somente fazer textos em português sem problemas. Porém, a descrição e o título do GIG precisa estar em Inglês porque a maioria dos clientes são estrangeiros, apesar de já ter um número razoável de brasileiros na plataforma.

      Quanto ao PDF, seria para você colocar um portfólio, por exemplo, com vários textos que vc já tenha escrito. Porém, o PDF é opcional.

      Outra coisa: fiz um post exclusivo sobre o Fiverr e creio que esteja bem completo, que servirá para você ficar um pouco mais informado sobre o Fiverr, o link é esse aqui:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      Se tiver mais alguma coisa que eu possa ajudar, basta postar aqui que assim que for possível eu responderei.

      Mais uma vez agradeço pelo comentário e incentivo! Seja sempre bem-vindo!

      1. Cláudia, obrigado, eu já me cadastrei na Fiverr, fiz dois GIGs, mas como sou iniciante, está parado e vejo pessoas lá vendendo Gigs com 2000 palavras por 5$, e estou encontrando dificuldade em ter clientes e estou também ainda analisando o Fiverr e estudando outros vendedores. E queria fazer uma pergunta para você Claudia: Tem como a gente ver os projetos dos buyers lá? Ou temos que esperar contato mesmo? Agora vou me cadastrar nesta Textbroker também.
        Até mais, vou dando notícias aqui kkkk

        1. Oi Gilberto! Como vai? Infelizmente, no início, precisamos criar GIG com valor mínimo de $5 para conseguirmos clientes, isso é verdade. Porém, veja se essas ofertas de 2000 palavras são em Português do Brasil, se não for, não se preocupe!

          Tente fazer a concorrência com os gigs que oferecem Português do Brasil, se eu não estou enganada, tem um vendedor lá que oferece texto com 1000 palavras por $5. Tente fazer somente no início uma boa promoção para ganhar “estrelas” rsrsrs, depois você pode diminuir aos poucos o número de palavras e manter o valor de $5 ou até criar pacotes com valores mais altos. Se o cliente gostar do seu trabalho, ele voltará mesmo com preços mais altos.

          No início, eu também ofereci 1000 palavras por $5, mas depois fui diminuindo aos poucos. Dê uma lida no outro post que fiz sobre o Fiverr para vc entender melhor que geralmente quem procura o Fiverr para encontrar serviços, infelizmente, querem comprar barato, essa é verdade e eu falo sobre isso no post que escrevi sobre o Fiverr. Se ainda não leu, o link é esse aqui: https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

          No Fiverr não tem como ver projetos dos buyers como no caso do Workana e outros sites de freelancer, eles que entram em contato mesmo.

          Dica: tente deixar o Fiverr no modo online o dia todo porque isso ajuda muito ou diga no anúncio que está acessível sempre ou algo assim, pelo menos no início até ter clientes e reviews em seu perfil. Tem um rapaz lá que fica online direto e trabalha muito no Fiverr, ele responde rapidinho também.

          Tenha um pouco de paciência e tente colocar um diferencial na sua oferta como uma habilidade extra que vc tenha na escrita, por exemplo. Isso também ajuda bastante!

          Qualquer coisa estou por aqui, ok? Desejo muita sorte a você no Fiverr e que os clientes venham logo! E mande notícias sim!

  14. Bom dia.

    Amei seu artigo. Me ajudou muito. Mas também tenho algumas dúvidas. Você não citou o Escrever.com, mas conhece este site e sabe me dizer se ele é seguro? Foi o primeiro que me cadastrei, mas ainda não consegui pegar nenhum pedido, por isso não pude avaliá-lo ainda.
    Sobre o Textbroker, não entendi as regras para enviar o texto, pois pedem uma formatação específica, como etiquetas. Mas não tenho experiência e não entendi muito bem. Já enviei mensagens para eles mas não me responderam. No campo disponível para digitação não aparece nenhuma ferramenta de formatação, então não sei como deixar o texto de acordo com o que eles pedem.
    Mais uma coisa, gostei muito do que falou sobre o Fiverr, mas fiquei preocupada em relação ao inglês, pois não falo nenhum outro idioma.
    E para terminar, queria saber sua opinião. Eu amo escrever, e se precisar falar algo de que não sei profundamente, pesquiso, me informo e então consigo falar sobre aquilo. Mas o que eu gosto mesmo de escrever são contos, histórias (principalmente de romances), textos motivacionais, artigos sobre relacionamentos (pessoais, familiares, amorosos…) e frases de efeito. Por isso gostaria de saber se há pedidos referente à esses temas, ou apenas comerciais?
    Obrigada por sua atenção e Parabéns por seu trabalho, me identifiquei muito!!! =D

    1. Oi Mayara! Obrigada por sua visita e pelo seu comentário! Seja sempre bem-vinda aqui!

      Não conhecia não, fui lá agora dar uma olhadinha! Parece bom, mas só tem um detalhe que eu particularmente não gosto que é o seguinte: os clientes apresentam os projetos e as pessoas precisam entrar em contato com os compradores, tipo como se fosse concorrer à uma vaga de emprego.

      Isso é ruim porque geralmente os freelancers que já possuem muitas referências e preço melhor ganham a concorrência e ficam sempre com o trabalho. O Workana também é assim e por isso não gostei de lá!

      Nesse caso, eu prefiro o Fiverr porque lá os compradores entram em contato com os vendedores, ou seja, somos nós vendedores de serviços que anunciamos.

      Mas vale a pena de qualquer forma para obter mais chances de conhecer novos clientes. Abração!

  15. Olá! Adorei seu post sobre freelances. Parabéns! Estou começando agora e me cadastrei na Textbroker, porém estou com uma dúvida e pensei que você poderia me ajudar. Já fiz inúmeras pesquisas mas não achei uma resposta. Eu checo diversas vezes por dia os Open Orders mas nunca aparece nada pra mim. Acho que não estou sabendo procurar. Você tem alguma dica?

    1. Oi Larissa! Como vai? Não se preocupe porque é assim mesmo! Infelizmente, os clientes para projetos abertos estão sumidos ultimamente em Textbroker.

      Mas continue verificando pelo menos 3 vezes ao dia e todos os dias, que quando tiver algum projeto aberto, você verá nessa mesma tela.

      Tente fazer inscrição em outros sites para não depender somente de Textbroker. Você já fez na RockContent ou no Fiverr? Você pode também fazer busca por outras plataformas de Marketing de Conteúdo e entrar em contato para verificar disponibilidade de vagas, ok?

      Espero ter ajudado de alguma forma! Seja sempre bem-vinda ao blog! Abração

  16. O post está excelente. Parabéns pela maneira como o escreveu! Realmente estava precisando de um norte neste meio dos trabalhos freelance. Ainda mais para um escritor que está começando, assim como eu. Muito obrigado!

    1. Olá João Padilha! Como vai? Eu que agradeço por sua visita ao Clau knupp Blog! Seja sempre muito bem-vindo!

      Fico feliz em saber que esse post esteja contribuindo de alguma forma para a vida das pessoas, pois esse foi exatamente o propósito dele. Siga em frente em seu propósito, mas sempre buscando aperfeiçoamento profissional e satisfação pessoal.

      Afinal, precisamos buscar profissões em que possamos nos sentir realizados e plenos!

      Seja sempre bem-vindo para compartilhar as suas experiências aqui!

  17. Muito legal seu texto!
    Gostaria de trabalhar como redatora, já que passo a maior parte do meu tempo em casa…mas estou meio perdida quanto à área….

    1. Oi Meire Borges! Seja muito bem-vinda ao blog! Seria ótimo para você sim!

      Comece fazendo os testes nas plataformas e também fazendo o curso gratuito da Rock Content. Isso te ajudará bastante, mas o importante mesmo é ouvir o cliente e saber o que exatamente ele precisa.

      Saber aconselhar o cliente quanto às estratégias de SEO usadas para otimização, também é importante, por isso, estude bastante sobre isso.

      Vá em frente e comece, somente assim você saberá se vai gostar ou não! Boa sorte!

      Sempre que precisar é só deixar um comentário aqui, que responderei, ok? Abração!

  18. Olá, Claudia! Parabéns pelo texto e obrigado pela ajuda.
    Uma sugestão: que tal você escrever sobre dicas para a produção de textos que irão compor o portfólio?

    1. Oi Flávio! Como vai? Primeiramente, quero agradecer a sua dica e o seu comentário!

      É que o foco aqui do blog é moda e beleza, por isso não escrevi mais sobre esse assunto aqui.

      Esse texto foi escrito porque uma dona de casa entrou em contato comigo por mensagem pela página do Facebook me perguntando como eu ganhava dinheiro em casa e se eu poderia dar algumas dicas para ela.

      Por isso, escrevi esse texto para que ela e outras pessoas que necessitavam de uma renda em casa pudessem ter uma “luz” para iniciarem a carreira como redator freelancer.

      Quanto ao portfólio, o ideal é que você prepare um conjunto de textos de acordo com os clientes que deseja atingir. Exemplo: se quiser atrair médicos ou outros profissionais da saúde, monte um portfólio com artigos de saúde e assim por diante.

      Se quiser atingir várias áreas você também pode criar um blog com várias tags para organizar melhor os assuntos. Ex: Empreendedorismo, Saúde, Direito, Psicologia e etc.

      Dessa forma, ficará mais fácil para divulgar o seu trabalho aos seus futuros clientes e também ser encontrado por eles.

      Espero ter ajudado de alguma forma! Mais uma vez agradeço por sua visita e por seu comentário!

  19. Adorei seu artigo, muito informativo, mas já faz um tempo e parece que muitas coisas mudaram, seria bem legal se você atualizasse essas informações. Acho legal também incluir o Blastingnews nesta lista! Obrigado!

    1. Oi, Rodrigo Soares! Agradeço pela visita e por comentar aqui no blog!

      O nicho principal aqui do blog é moda e beleza, esse texto eu fiz apenas para ajudar algumas pessoas que queriam saber o que eu fazia para ganhar dinheiro pela internet.

      A informação contida no início do texto (lista de 1 a 6) é completamente atemporal, ou seja, são dicas de organização e administração de carreira para redatores de conteúdo web iniciantes que servem para qualquer época.

      Acredito que o que você diz que esteja “desatualizado” sejam os sites contidos na listagem, não é isso?

      Porém, esses 4 sites são os únicos que trabalhei, que confio e que posso indicar adequadamente para redatores iniciantes. O único que nunca trabalhei foi a plataforma Rock Content, mas conheço pessoas que trabalham lá e sei que eles pagam corretamente. Eu conhecia até outros sites que também trabalhei, mas não confio tanto para indicar aqui porque alguns escravizam demais os redatores pagando muito pouco.

      Quanto ao site que você mencionou, acredito que seja somente para redatores da área jornalística porque precisa estar bem antenado quanto aos acontecimentos atuais e saber redigir corretamente uma pauta jornalística, que não seria o caso de um redator web iniciante. Não sei se estou enganada, mas foi essa a impressão que tive ao visitar o Blastingnews.

      Se você quiser deixar outro comentário explicando como esse portal de notícias funciona para redatores, como fazem os pagamentos aos redatores e como seria o processo de seleção do site, fique à vontade, ok?

      Mais uma vez agradeço pela visita, comentário e dica! Abração!

  20. Boa tarde Claudia, seu blog é ótimo! Você teria alguma sugestão de onde estudar sobre dicas de formatação na hora de enviar os textos? Essas H1 e H2 olhei em vários sites e quando vou entregar textos para a avaliação não sei se estou fazendo da forma correta. Fiquei bem frustada na hora que recebi duas estrelas da TB.

    1. Oi, Carolina! Como vai? Eu que agradeço por visitar e comentar aqui no blog! Seja sempre bem-vinda aqui!

      Olha… uma forma prática e rápida de fazer isso seria usando o editor do Blogger. Faça um blog qualquer no Blogger e se não quiser que outras pessoas vejam, coloque na opção público “particular”.

      Para abrir o editor do Blogger vá em criar “nova postagem”, escreva o seu texto ali dentro do editor exatamente como você quer que apareça no editor da plataforma de texto em questão no “modo texto”.

      Depois de tudo pronto clique no modo “html” copie tudo que estiver ali e cole na plataforma da Textbroker no modo “html” também. Não esqueça de deletar depois a postagem para não correr o risco que fique online.

      Para fazer o H1, H2 e etc, basta grifar o título em questão dentro do editor do Blogger e colocar em “título”. O editor do Blogger já coloca automaticamente o H1, H2 e etc, mesmo estando formato somente em “título”.

      O editor do Blogger online é bem fácil de entender e a formatação já fica em html corretamente sem mistério.

      Não se sei se deu para entender… mas qualquer outra dúvida é só voltar aqui e comentar, ok? Abração!

  21. Oi, boa noite! Claudia, eu gostaria de saber se posso ser redator freelancer como trabalho autonomo, sem exigência acadêmica? Na verdade eu amo a arte de fazer a redação e amo a gramática, como tenho 30 redações digitados, mais ou menos. Eu tenho 9 certificados de área de administração, o site foi de cursos on-line de carreiras profissionais (não faculdade).

    Sou surdo pernambucano, sei falar com o uso diário de aparelhos auditivos e falo de libras naturalmente.

    Aguardo a resposta.

    1. Oi, Alexandre Gama! Primeiramente, quero agradecer por sua visita e por seu comentário aqui no blog!

      Claro que sim! O importante para o redator é conhecer sobre Marketing de Conteúdo, ter entendimento de SEO para motores de busca (Google, Bing e etc.) e também não ter erros “grosseiros” de português.

      Quando tiver alguma dúvida de gramática, que todos nós temos por causa da complexidade da nossa língua, você pode pesquisar na web e também consultar dicionários online. Usar também um bom editor de texto com corretor ortográfico, também ajuda bastante.

      Você pode também fazer o curso de Marketing de Conteúdo gratuito que a Rock Content oferece e fazer o teste para trabalhar como redator freelancer lá mesmo. Essa é uma das melhores formas de obter a prática para iniciar uma carreira posteriormente por conta própria.

      Qualquer outra dúvida, é só postar aqui, ok?

      Um abraço e muita sorte em seu novo empreendimento!

      Porém, é preciso esforço, dedicação, interesse em entregar o melhor conteúdo ao cliente e sempre estar aberto para críticas construtivas de seus futuros clientes, pois assim você se tornará um excelente redator!

      1. Oi boa noite! É preciso fazer curso gratuito de marketing de conteúdo antes de ser redator freelancer? Qual é a duração que eu faço? É porque eu vejo se eu posso fazer curso neste domingo inteiro para concluir. Na verdade, estou ansioso para trabalhar antonomo. Se eu não fizer curso e eu tornar redator freelancer, teria algum problema para mim?

        Grato!

          1. Oi Alexandre! Não que seja obrigatório fazer o curso, mas seria útil para iniciar entendendo como funciona o marketing de conteúdo.

            Por exemplo, se um cliente tiver um site corporativo e quiser fazer uma campanha baseada em textos para “resolver um problema de seus clientes”, seria muito bom que o redator entendesse como “responder às dúvidas adequadamente” para que o bot do Google encontre esse artigo e faça um bom ranqueamento para a primeira página.

            Se você já tem esse conhecimento, ou seja, já souber usar h1, h2 e etc, já souber fazer com que um texto seja bem ranqueado no Google, entre outros, não precisaria fazer o curso de marketing de conteúdo.

            O bom de fazer o curso da Rock Content é que você já estaria habilitado para participar do teste deles e, se passar, trabalhar com eles para ganhar experiência de mercado.

            O link para o curso gratuito deles é esse aqui: https://universidade.rockcontent.com/cursos/marketing-de-conteudo/

          2. Fiz o cadastro de curso. Ví duas disciplinas desse curso que são grauitas e outras são pagas. Posso iniciar ser redator autonomo para trabalhar, freelancer, o mesmo que eu começo cursar?

          3. Esse curso é gratuito, os outros que tem lá, que são pagos. Se você quiser fazer o teste da Rock Content, vai precisar terminar o curso, passar e pegar o certificado para tentar a candidatura para ser redator freelancer na própria Rock Content.

            Como explico no post que você leu, eu nunca trabalhei na Rock Content, mas algumas pessoas que trabalham lá já entraram em contato comigo e me disseram que por lá aparece bastante serviço.

            Você pode tentar fazer o teste também na Textbroker entrando nesse link aqui: https://www.textbroker.com.br/autores

            Porém, os textos por lá são mais escassos, por isso recomendo que faça testes em vários sites.

            Para fazer o cadastro como redator na Rock Content o link é esse aqui:
            https://plataforma.rockcontent.com/user/sign_up

            Qualquer outra dúvida a respeito da Rock Content, é melhor falar diretamente com eles, ok? Porque como falei acima, nunca trabalhei com eles.

            Tenha um ótimo e abençoado final de semana!

          4. Boa noite! Estou cursando nele. gostei muito. Mas ainda não sei quando eu inicio carreira como redator freelancer.

          5. Oi Alexandre! Já te enviei o link na outra resposta!

            Para fazer a inscrição na Rock Content que, na minha opinião, seria a melhor plataforma para você começar, você precisa se inscrever e fazer o teste com eles.

            Faça o cadastro e converse diretamente com eles, pois eu não tenho como responder dúvidas a respeito da Rock Content. O link é esse aqui:

            https://plataforma.rockcontent.com/user/sign_up

          6. Oi boa tarde! Tudo bem? Lembra que sou surdo que naqueles dias conversamos sobre redator freelancer e curso gratuito de produção de conteúdo, como marketing do conteúdo?

            Tenho a boa notícia, passei de teste de curso e recebi o certificado hoje. Fiquei feliz desde manhã, enfrentei dificuldades quando eu estudei e repeti os estudos.

            Agora, amanhã posso entrar para ser candidato de redator freelancer? Como faço no primeiro caminho? Na verdade, preciso de ajuda de outro redator ou redatora que já tem as experiências que possam compartilhar comigo, para que eu saiba fazer sozinho.
            Amanhã talvez eu comece a trabalhar.

            Esqueci de dizer, posso estudar de redação em geral e trabalho em redigir no momento mesmo?

            Se puder me ajudar, serei grato!

          7. Oi, Alexandre Gama! Bom dia! Nossa que máximo! Fico feliz que tenha passdo.

            Você fez o curso na Rock Content? Se foi lá, por lá mesmo você pode se candidatar como redator freelancer. O link é esse aqui:

            http://freelancers.rockcontent.com/redator-rock-content

            Você também pode fazer a prova da Textbroker, para se candidatar o link é esse aqui:

            https://intern.textbroker.com.br/br/author-signup.php

            Agora, você também pode se inscrever em outros sites de freelancers como o Fiverr. Eu fiz um post explicando como o Fiverr funciona:

            https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

            Obs: Tenha sempre perseverança, não desista no primeiro obstáculo e cumpra sempre os prazos de entrega, isso vai contribuir muito para a consistência em sua nova carreira.

            Dica: você também pode fazer um blog para compartilhar sobre os assuntos que você gosta e ao mesmo tempo aproveitar para conquistar clientes através do seu blog, usando esse blog como um portfólio online.

            Desejo muito sucesso em sua nova carreira! E seja sempre bem-vindo!

          8. Obrigado! 😀

            Fiz o curdo de rock content.

            Viu a minha pergunta? É a respeito de ajuda de redator experiente para mim.

            Olha, se eu já começo o trabalho, não é necessário fazer CNPJ? Porque trabalho em casa.

          9. Olha… a respeito do CNPJ, acho que você quer dizer fazer o MEI do governo não é? Acho melhor você esperar um pouco até que consiga bastante trabalho como freelancer primeiro, isso para que não tenha despesas desnecessárias agora.

            Vá trabalhando para as plataformas primeiro para ganhar prática e depois divulgue o seu trabalho na internet em outras plataformas de freelancers.

            >>>Alguns links de plataformas de freelancers para você começar a pesquisar:

            https://www.99freelas.com.br/

            https://www.workana.com/pt

            https://www.getninjas.com.br/

            Tem outras também, basta pesquisar no Google por “redator freelancer”.

            >>>Tem um blog também que é só sobre redator freelancer com muitas matérias legais para você começar, veja os links:

            http://www.paulomaccedo.com/redator-freelancer/

            http://www.paulomaccedo.com/como-ganhar-dinheiro-como-redator-web/

            Obs: Atualmente, eu não trabalho mais como redatora freelancer porque busquei outros caminhos, então aconselho a você o mesmo, tente sempre ter um “plano b” também. Mesmo que trabalhe como redator, pesquise também sobre como ser um “blogueiro de sucesso” ou sobre “empreendedorismo digital” para que não fique dependendo somente de uma profissão, ok?

            Dentro dessa carreira, você pode também buscar fazer cursos de gestão de mídias sociais, que também é uma profissão muito buscada pelas empresas hoje em dia.

            Espero ter ajudado! E que Deus abençoe seus projetos!

          10. Bom dia, Alexandre!

            Infelizmente, eu nunca trabalhei no site 99freelas, mas imagino que seja como no Workana: você se candata para um dos projetos publicados e aguarda o cliente te escolher. Aí começa a trocar mensagem com o cliente pela plataforma. Acredito que seja assim!

            De qualquer forma, dei uma olhadinha agora lá na 99freelas e peguei um link que explica algumas coisas (poucas) para o freelancer, veja no link:

            https://www.99freelas.com.br/como-funciona?for=freelancer

            Você pode olhar também no site Reclame Aqui sobre a 99freelas para saber se tem alguma reclamação de freelancers que não tenham recebido.

            Obs: eu nunca trabalhei nesse tipo de site, os sites que eu indiquei no artigo que escrevi foram todos testados e aprovados por mim, ou seja, são site que pagam corretamente. Minha lista de sites confiáveis são: Fiverr, Textbroker e Greatcontent. Na RockContent eu nunca trabalhei, mas conheço pessoas que trabalham e que recebem direitinho.

          11. Oi, eu posso mostrar como fiz no 99frelas?

            Já mandei a solicitação ao central de ajuda e aguardo a resposta.

          12. Oi, Alexandre! Infelizmente, com esse site “99freelas” eu não posso te ajudar em nada porque como já te falei nunca trabalhei lá.

            Eu encontrei dois grupos de redatores no Facebook e deixo os links aqui para vc:

            https://www.facebook.com/groups/213147439094769/about/

            https://www.facebook.com/groups/544053112429660/about/

            Mande a solicitação para participar e depois faça amizade com as pessoas do grupo, que estão trabalhando como redatores porque alguém lá já deve ter trabalhado no 99freelas, ok?

            Isso é o máximo que poderei fazer por você, pois atualmente estou fora desse mercado e os sites que já trabalhei foram: Textbroker, Greatcontent e Fiverr.

            Boa sorte em sua jornada como redator freelancer!

          13. Obrigado! Eu pedi a adicionamento de dois grupos.
            Espero que eles me adicionam.

          14. Nada! Espero que eles aceitem! De qualquer forma, você sempre pode buscar outros grupos a qualquer momento pelo campo de pesquisa do Facebook buscando por palavras como “redator freelancer”, “redatores freelancers”, “preciso de redatores”, “redatores web” e etc.

          15. Oi, bom dia! Eu tenho uma dúvida, como eu faço o oferta de preço no site de 99freelas? É primeiro vez que cliente pediu que eu fizesse a uma redação, porém eu duvidei de oferta.

            Se puder esclarecer, serei grato!

            Em 4 de dez de 2017 16:03, “Júnior Gama CCB” escreveu:

          16. Bom dia, Alexandre! Infelizmente, eu nunca trabalhei no site 99freelas, mas imagino que seja como no Workana: você se candata para um dos projetos publicados e aguarda o cliente te escolher. Aí começa a trocar mensagem com o cliente pela plataforma. Acredito que seja assim!

            De qualquer forma, dei uma olhadinha agora lá na 99freelas e peguei um link que explica algumas coisas (poucas) para o freelancer, veja no link:

            https://www.99freelas.com.br/como-funciona?for=freelancer

    1. Oi, Silvana! Como vai? Obrigada por visitar e comentar aqui no blog!

      Valeu pela dica! Será uma outra opção para que os redatores iniciantes possam começar!

      Se souber de mais sites confiáveis que pagam corretamente, pode indicar aqui, ok?!

      Um super abraço!

  22. Maravilhindo!!! Comentários de 05/2016 a 02/2018!!!
    Isso mostra o impacto do seu artigo e do seu blog. Parabéns!!!
    Também estou começando a me enveredar neste meio. Porém (como um bom mineiro, rsrs), estou pesquisando bastante antes de “bater o penalte”!
    A minha dúvida é a seguinte: Sou um biólogo. Minha redação será praticada apenas em tempos livres (folgas e finais de semana). Não sei até que ponto essa inconstância seria ruim.

    Um beijo no coração de todos!!!
    Ajayô!!!

    1. Olá, Vitor! Eu que agradeço por sua visita e também por compartilhar aqui no blog!

      Olha… não posso te dizer de forma alguma para trocar o certo pelo duvidoso, ou seja, trocar um emprego fixo por trabalho freelancer. Então, te aconselho que mesmo estando trabalhando, comece a pegar trabalhos como redator freelancer até mesmo para ganhar confiança e prática.

      Afinal, a boa redação vai surgindo com o tempo de prática, mas algumas técnicas devem ser treinadas desde o início. Por exemplo: para artigos específicos para sites ou blogs de empresas, você deverá saber sobre Inbound Marketing, Marketing de Conteúdo e SEO.

      Se você pretende escrever somente artigos acadêmicos na sua área de atuação que é biologia, deve pesquisar e estar de acordo com a formatação desse tipo de escrita e assim por diante.

      Se é possível conciliar o tempo entre o trabalho fixo e o freelancer, você mesmo é quem vai determinar ou a empresa onde prestar serviços. Por exemplo: algumas empresas como Rock Content, Contentools, Textbroker e etc, quando vc pega o trabalho para fazer e o momento da entrega já fica disponível para você. Ou seja, você deverá entregar na data e horário já marcados pela plataforma, entende?

      Então, como isso vc terá uma estimativa para calcular o seu tempo livre para essa atividade.

      Não sei se expliquei direito, mas qualquer coisa pode perguntar novamente se restar alguma outra dúvida, certo?!

  23. Caramba, como me foi útil essa informação. Estou em busca de tempo para estudar pra concursos, e estava procurando esse tipo de trabalho para conciliar. Infelizmente, já faz uma semana que mandei minha candidatura para a Rock Content, e até agora nada. Corri e me inscrevi no Fiverr também. Mas lá é ainda pior, pois o cliente precisa vir até você. Começo a ficar preocupado em não conseguir esse tipo de oportunidade de trabalho que tantas pessoas já estão utilizando.

    1. Oi, Vanilson! Como vai? Obrigada por deixar um comentário!

      Olha… dizem que a Rock demora um pouco mesmo para dar o resultado, imagino que eles devem receber muitas candidaturas.

      Quanto ao Fiverr, eu fiz um post bem grandão explicando tudo sobre eles que você pode ler no link abaixo:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      Infelizmente, no Fiverr para conseguir clientes quando não tem nenhuma classificação, você terá que colocar o seu preço baixo com um número alto de palavras. Por exemplo: 1000 palavras por $5 (dólares).

      Isso somente até conseguir boas classificações e passar para o próximo nível (vendedor nível 2), depois vc pode diminuir um pouco o número de palavras mantendo os $5.

      Lembrando, que vc terá um desconto nesses $5 dólares ainda, mas pense em longo prazo. Depois que vc conseguir bons clientes, eles mesmos vão te procurar constantemente. O macete do Fiverr é esse!

      Eu passei por isso também! Pode ficar tranquilo que é assim mesmo. Pense que é como montar um negócio e precisará passar pelas mesmas etapas de um negócio em início.

      Vc também pode criar um blog (gratuito mesmo, no Blogger, por exemplo) com alguns textos online que funcionarão como um portfólio para atrair mais clientes. Tudo no início é demorado e é preciso paciência.

  24. Muito bom o seu texto. Obrigada por compartilhar da sua experiência.
    Fiquei bem interessada, já que gosto de pesquisar e escrever.
    Mas acabei achando o seu texto por causa deste site alliance-writings.
    Conhece ele? Sabe como funciona?

    1. Oi, Lu! Como vai? Eu q agradeço por sua visita e seu comentário!

      Infelizmente, não tenho nenhuma informação a respeito desse site, mas vc pode testar fazendo algum trabalho para ver se vão pagar direitinho.

      Era assim que eu fazia nos sites que eu não sabia se pagavam ou não.

      Já tentou Rock Content ou Textbroker?

  25. Boa noite Cláudia!
    É a primeira vez que me deparo com este assunto. Achei fascinante a forma que o o expôs.
    Estava verificando vagas de empregos para pessoas acima de 50 anos.
    Isso me pareceu um grande desafio, inovador.
    Vou buscar mais informações.
    Muito obrigada pelo seu trabalho.

    1. Oi, Enydia! Como vai? Desde já quero agradecer por sua visita e por seu comentário!

      Se você gosta de escrever e ficar em casa na frente do computador, vá em frente! É muito bom! Porém, algumas pessoas não possuem esse tipo de perfil, ou seja, gostar de ficar em casa ou passar horas sem falar com ninguém.

      Eu, por exemplo, sempre gostei de trabalhar sozinha, por isso gosto muito de trabalhar em casa pela internet tanto com blogs como com investimentos.

      Você pode começar trabalhando em algumas plataformas como RockContent, Contentools, Textbroker para ganhar experiência e depois oferecer o seu trabalho também no Fiverr, já fiz um texto sobre eles aqui no blog, se quiser ler o link é:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      Seja sempre bem-vinda! Eu que agradeço! Abração!

  26. Uau, que artigo ótimo. Eu não sabia que o Fiverr era bom para redatores. Eu sou redator também e trabalho mais no Workana, mas sempre estou estudando sobre novos sites. Gostei muito do seu blog querida. Depois dá uma lida no meu blog para conhecer o meu trabalho, eu vou ficar mui grato. https://karaujo.com.br

    1. Oi, Kenady! Como vai? Eu q agradeço por sua visita e comentário!

      Sim… o Fiverr é ótimo para redatores também e, na minha opinião, bem melhor que o Workana. No Fiverr, os clientes que entram em contato enquanto que no Workana o freelancer precisa se candidatar aos projetos. No Fiverr agora também tem essa opção para os clientes postarem projetos, mas não sei se tem dado certo porque não tenho mais feito nenhum trabalho freelancer ultimamente.

      Já dei uma passada no seu blog e também gostei muito. Parabéns pelo capricho e organização!

      Seja sempre bem-vindo, ok?!

  27. Absolutamente encantada com seu blog! Sou professora e escritora e a ideia de me tornar uma redatora freelancer foi acesa, inicialmente com este texto, mas também com todos os outros a que cheguei, através de seus links. Fantásticas a clareza e objetividade de seus artigos! Muitos parabéns! Com certeza estarei sempre por aqui!

    1. Oi, Ana! Puxa… que legal que gostou! Muito obrigada por seu incentivo!

      Eu compartilho as informações de coração e para tentar ajudar as pessoas, por isso é bom quando alguém faz elogios carinhosos, não para o nosso orgulho mas sim para nos incentivar a continuar postando.

      Eu que agradeço por sua visita e pelo comentário carinhoso! Seja sempre muita bem-vinda aqui com suas dicas, opiniões, experiências e etc.

      E que Deus a abençoe muito como redatora freelancer também! Beijão!

    1. Oi, Dandara! Nada! Q isso?! Eu que agradeço por sua visita e por seu comentário! Seja sempre muito bem-vinda! Abração!

  28. Olá Claudia! Estou considerando começar carreira como redatora freelancer e seu post ajudou muito a esclarecer muitas dúvidas que tinha!
    Tenho feito algumas pesquisas a respeito do trabalho como redatora freelancer e algo que me chamou a atenção está em uma dica em particular que todos dão: temas com os quais trabalhar.
    Muitos blogs e sites com dicas para iniciantes na área dizem que é importante ser flexível e ser capaz de escrever sobre temas diversos, contudo, muitos outros falam sobre a especialização em determinado tema. Isso me deixou um pouco confusa, devo me especializar em um ou dois campos ou em vários e abranger um campo variado de redações e assuntos?
    Ademais, outra dúvida que tenho é quanto a necessidade ou não de um cnpj. Eu preciso de um para poder atuar como freelancer? Sou advogada e atualmente trabalho em um escritório, sendo a carreira freelancer – de início – para complementar minha renda.
    Obrigada por compartilhar sua experiência conosco, e muito sucesso!
    Abraços!

    1. Oi, Monique! Como vai? Obrigada por visitar e deixar o seu comentário aqui! Seja sempre muito bem-vinda!

      Uma coisa eu posso te dizer: quanto mais autoridade uma pessoa tem num determinado assunto mais ela ganhará! Isso para qualquer profissão e para qualquer nicho.

      Por exemplo, vc disse que é advogada, então, vc é autoridade nesse assunto. Portanto, se você se dedicar a escrever dentro do seu nicho, o seu trabalho com certeza terá muito mais valor que uma pessoa que não saiba nada sobre esse assunto ou apenas pesquise por algumas horas sobre isso.

      Entende o que quero dizer? O seu caso é diferente de outras pessoas que estejam buscando apenas trabalho como redator freelancer.

      Para quem não tem profissão nenhuma e começa a escrever, eu posso aconselhar que no início tente pegar todo tipo de trabalho e somente depois com a carreira um pouco mais consolidada possa se especializar em algum nicho.

      Mas para quem já possui profissão, faculdade em determinada área, o ideal é que busque a mesma especialização também para escrever porque, com certeza, escreverá muito melhor que uma pessoa que não saiba nada de Direito, Economia, Medicina e etc.

      Outro exemplo, são os redatores que se especializaram em Copywriting, que são pessoas especialistas em marketing de conteúdo que vendem, ou seja, textos “vendedores”. Essas pessoas podem cobrar o que elas querem que tem clientes sobrando, disputando pelos serviços dele ou dela.

      Quanto ao CNPJ, algumas plataformas como Contentools, por exemplo, fazem essa exigência, já outras não. Mas se você quiser conseguir clientes diretamente sem intermediários, o ideal é que tenha pelo menos o MEI para dar nota fiscal. Porém, isso é somente quando a pessoa já está com um certo número de clientes que compense pagar o MEI.

      Porque quando o trabalho é feito através de alguma plataforma, geralmente, é a plataforma que produz a nota fiscal para o cliente e o redator fica livre somente com o dinheiro que ganhou.

      Você também pode se especializar dentro de uma área específica do Direito. Ex: direitos autorais, divórcio, questões empresariais, entre outras. Veja o que vc mais gosta ou o assunto que domina com mais facilidade que o trabalho será muito mais leve de fazer.

      Espero ter ajudado de alguma forma! Qualquer coisa é só falar por aqui, ok? Também te desejo muito sucesso e felicidade dentro da área que escolher! Abração

      1. Oi Cláudia! Vou bem e você? Muito obrigada pela resposta rápida e pelos conselhos, me deu uma luz de por onde começar (estava precisando)!!

        Darei uma olhada nas plataformas que você sugeriu para ver quais as exigências com relação ao CNPJ e afins, muito obrigada!

        Abraços e muito sucesso!

        1. Eu que mais uma vez agradeço por sua visita e por sua confiança! Seja sempre muito bem-vinda aqui!

          Abração e sucesso para todas nós hoje e sempre!

  29. Boa tarde!
    Comecei a atuar como redatora freelancer em novembro do ano passado, e parei agora em junho. Foi uma experiência muito boa, escrevi para um Blog da Assistência Social devido a minha formação, no entanto, acabei por desanimar devido a mudança do valor que era pago. Eu escrevia artigos acima de 1500 caracteres, e recebia R$ 170 por artigo aprovado para publicação. Em Janeiro o valor caiu para R$ 80, e isso me fez refletir muito sobre todo trabalho que é feito para se elaborar um artigo, assim como o tempo gasto. Optei por parar por sentir que o valor pago fazia com que o meu trabalho não fosse reconhecido, mesmo eu sendo a única redatora que colaborava com um artigo toda semana. Tenho vontade de voltar a escrever mais infelizmente os valores que são pagos são desanimadores.

    1. Oi, Juliana! Como vai? Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Puxa… fiquei triste em saber que parou! Você chegou tentar negociar com eles? Tentou pelo menos negociar para que eles pudessem diminuir o número de palavras?

      Infelizmente, essa profissão não é valorizada, principalmente, porque as pessoas que contratam pensam que é fácil passar horas na frente do PC pesquisando por assuntos que nem sempre possuem fontes confiáveis, horas digitando correndo riscos de L.E.R., horas buscando inspiração para escrever de forma criativa e etc.

      Entendo perfeitamente o seu desânimo, eu mesma deixei de escrever para outras pessoas por causa disso e agora me dedico apenas ao meu blog e um livro que ainda estou escrevendo. Tive problemas com clientes que não valorizavam também! Acho que todos os redatores já passaram por isso! Também sou trader no mercado financeiro e fiz essa a minha profissão A.

      Porém, se vc ama escrever e gosta desse assunto que é sua área de formação, por que vc não cria o seu próprio blog? Muitos não sabem, mas podem ganhar dinheiro com blogs ou sites de forma independente. Esse dinheiro vem de programas de publicidade como o Google Adsense e outros existentes.

      É um trabalho um pouco mais demorado, um blog ou site de nicho pode levar em torno de 2 anos ou mais para começar a gerar uma renda extra, mais depois desse tempo pode até se tornar uma renda principal, tudo vai depender do tráfego que receber no blog. Porém, o espaço será somente seu e se organizar tudo corretamente, verá suas visitas aumentando pouco a pouco.

      Sempre procuro aconselhar a todos os redatores que entram em contato comigo para não depender somente de trabalhos como freelancers, sempre aconselho a criação de blog até mesmo para servir como portfólio online para atrair outros clientes. Já ouviu o ditado “nunca coloque todos os ovos no mesmo cesto”?

      Um blog também pode ser iniciado em plataformas gratuitas como Blogger ou WordPress e mais tarde ser hospedado num servidor próprio como é o meu hoje em dia. Mas no início comecei no Blogger e fiquei lá por um bom tempo! É claro que não usava o template deles, comprei um na época todo bonitinho para dar uma aparência mais profissional e também comprei o meu próprio domínio, isso tudo gera mais profissionalismo e acaba atraindo mais visitas.

      Espero ter te animado a criar o seu próprio blog! Se criar, depois volte para deixar o link aqui, ok? Te desejo muito sucesso e ânimo para continuar sua jornada como escritora! Abração

  30. Olá! Você poderia me explicar novamente o que é o GIG? Não consegui entender muito bem.
    Eu estou cada vez mais interessada nesse mundo dos Freelancers, e tenho pesquisado bastante ultimamente. Eu amo escrever, sempre gostei de ler e fazer redação… (até me aventurei em publicar minha primeira história no Wattpad rs), também tô estudando inglês há três anos, então queria entrar no mundo de Freelancer nessas áreas mesmo, redatora/tradutora. Mas ainda estou meio perdida! Se você puder me tirar algumas dúvidas eu agradeceria muito.

    Desde já, agradeço pela atenção. Abraço.

    1. Oi, Daiane! Como vai? Demorei um pouquinho! rsrsrs Muita correria aqui!

      GIG é o formato de anúncio dentro da plataforma Fiverr. Vc chegou a ler o post que fiz aqui sobre o Fiverr? Se não leu, deixo o link abaixo:

      https://www.clauknupp.com.br/2017/01/seja-um-redator-freelancer-no-fiverr.html

      O Fiverr é uma plataforma para freelancers em geral, ou seja, não é só para redatores. Seria bom ler o post que indiquei acima para que vc entenda melhor, ok?

      O trabalho de redator freelancer é muito bom, mas tem que realmente gostar de ficar horas no pc, em casa e sem conversar em redes sociais, do contrário o trabalho não rende muito e como consequência os ganhos ficam baixos.

      Vejo que gosta de escrever, então vá em frente! Na vida, temos que fazer o que realmente gostamos, é horrível trabalhar somente por dinheiro, já passei por isso e não gostei nadinha!

      Seja sempre muito bem-vinda! E qualquer outra dúvida é só perguntar, ok? Sucesso, saúde e felicidade! Abração

  31. Olá… Bom dia, tudo bem Claudia.
    Eu estou com muitas PERGUNTAS na cabeça. Teria como você me passar o seu E-mail pra eu explanar minhas dúvidas?
    Desde já agradeço pela atenção!

    1. Olá, Carlos! Como vai? Obrigada pela visita e por deixar seu comentário aqui no blog!

      Agradeceria muito se vc pudesse postar suas dúvidas aqui para que outras pessoas também sejam ajudadas através delas, ok?

      Você também pode ler os outros comentários já postados aqui anteriormente porque muitos são também de redatores contando sobre suas experiências e também poderá completar algo que o post que vc acabou de ler não tenha mencionado.

      Exemplos:

      >Por onde começar? Tente se cadastrar no maior número possível de plataformas que aceitem cadastro para novos redatores, assim suas chances de conquistar clentes aumentará.

      >Como receber? Cada palataforma indicará uma forma para recebimento. Por exemplo, as brasileiras geralmente os valores são creditados em conta corrente ou poupança. Já as plataformas internacionais pagam por Paypal ou outros meios indicados por eles.

      > Especialização? Se tiver alguma carreira acadêmica, dê preferência para textos dentro de sua área de atuação, a autoridade em determinada área aumentará chances de clientes segmentados e também aumentará a qualidade dos seus textos.

      > Plataformas indicadas? As que eu já trabalhei são aquelas que mencionei no texto, mas hoje em dia, há outras no mercado. Há também grupos no Facebook sobre esse assunto que vc poderá pedir para entrar, ok?

      Outras dúvidas? Basta postar aqui, pois mesmo que eu não saiba, outro colega leitor poderá te responder melhor, ok? Um super abraço e muito sucesso!

  32. Cláudia, bom dia, tudo bem?
    Gostei muito do seu post e da maneira como direciona o assunto.
    Não possuo carreira acadêmica, ainda. No entanto, tenho muito interesse em publicidade e propaganda, pois, gosto muito de ler e de escrever. Faz algum tempo que venho amadurecendo a ideia em escrever sobre qualquer coisa ou assunto que venha interessar aos leitores. No momento estou tentando mudar meu estilo de vida em fazer algo que realmente gosto, porque sempre fiz o que não me dava total prazer e satisfação. Rsrsss.
    Enquanto isso não acontece, gostaria honestamente de saber sua opinião, se uma pessoa assim como eu teria alguma capacidade de conseguir engrenar nesse mundo que cresce cada vez mais como o de redator freelancer ou se teria que criar um blog meu primeiro.
    Desde já agradeço muito pela sua atenção.
    Forte abraço.

    1. Olá, Claudinha minha xará! Tudo bem, graças a Deus e com vc?

      Olha… nunca duvide ou diga que “não pode” ou “não consegue”! Nunca limite o seu talento!

      Todos nós possuímos talentos e capacidades, basta que sejam descorbertos!

      Minha resposta é: Claro que consegue! Com esforço, dedicação e fé em Deus, nada é impossível!

      O trabalho como redator freelancer e blogueiro é trabalhoso, mas também muito gratificante. E não acontece da noite para o dia, então, precisamos ter metas e muito foco para não desistir no meio do caminho.

      Por exemplo, um blog para começar a dar um retorno financeiro com programas de afiliados ou publicidade é preciso em média dois anos ou menos, tudo vai depender da disponibilidade para escrever artigos. E também não basta só escrever, é preciso estudar técnicas de SEO para que o artigo seja encontrado pelos “buscadores” como Google, Bing ou Yahoo, por exemplo.

      Então, a minha dica é: comece trabalhando como redatora freelancer e paralelo a isso, vá publicando em seu blog. Por exemplo, vc pode começar numa plataforma gratuita que fiquei no meu primeiro ano desse blog que foi o Blogger e depois passar para WordPress quando já tiver ganhando dinheiro como afiliada ou com publicidade em programas como o Google Adsense (que na minha opinião é o melhor!).

      Começar como redatora de conteúdo freelancer também te dará experiência em SEO e como escrever um bom conteúdo para seus leitores. Faça um curso de marketing de conteúdo da Rock Content que é gratuito e também se candidate a trabalhar para eles, se ainda estiverem fazendo testes. Isso será muito bom para ganhar expeiência.

      Em paralelo e nos dias que não tiver serviço como redatora, vá preparando o seu blog: escolhendo nicho, template personalizado, escolhendo um nome e domínio (que é importante demais! Não use subdomínios, ok? Use um domínio .com ou .com.br para ter mais credibilidade. No Registro Br está R$40,00 por ano.), faça uma programação de posts e comece a escrever em seu tempo livre. Não tenha pressa e nem ansiedade porque no início é difícil mesmo.

      Divulgue em suas redes sociais, crie uma fanpage e Google + para seu blog, isso também é importante. E mantenha sempre o seu foco não no dinheiro, mas no prazer em escrever e ajudar as pessoas que o dinheiro virá com certeza no tempo certo!

      O importante é não desistir! Seguir em frente até dar certo! O segredo do sucesso é a persistência, lembre-se disso nos tempos difíceis.

      Sempre que quiser, volte aqui e deixe um comentário que assim que for possível, eu respondo sem problemas, ok? Mas nunca desista dos seus sonhos!

      Te desejo muito sucesso e prosperidade em sua nova carreira! Que Deus te abençoe e ilumine os seus caminhos! Abração

  33. Oi, Claudia, adorei suas dicas! Sou jornalista e artista visual, com diploma universitário nas duas profissões. Trabalhei também com moda durante vários anos, inclusive como modelo de alta costura no meu Estado. Como você vê, tenho bastante experiência! Texto, pra mim, não tem mistério. Gostei de saber que há áreas com temas específicos. Estou interessada em ingressar nesse mundo maravilhoso da WEB. Com suas informações, tudo ficou bastante claro. Obrigada!!

    1. Oi, Lena! Como vai? Seja bem-vinda!

      Puxa… fico feliz em saber que o blog tenha te ajudado de alguma forma, esse é o propósito!

      Sim… quando falamos de web quanto mais específico for o nicho ou assunto melhor para ganhar “autoridade” no assunto. Quem fala contra isso é porque nunca estudou sobre gatilhos mentais e marketing.

      Siga em frente! Agora… com essa experiência toda em moda, vc poderia até escrever para “Vogue”, vc já tentou algo assim? Abração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *